Folha de Ribeirão Pires

21/06/2013 10:00 - Polícia

Duas mulheres são atropeladas em Ribeirão Pires. Uma estava na faixa

Um atropelamento ocorreu na rua Afrânio Peixoto e o outro na Avenida Valdírio Prisco. Vítimas foram levadas aos hospitais

Em um intervalo de pouco mais de 24h, duas mulheres são atropeladas em Ribeirão Pires, na região central da cidade. Uma das vítimas foi atroplelada na faixa de pedestre enquanto o semáfaro estava fechado para os carros.
 
A primeira ocorrência foi registrada na manhã de segunda-feira. Uma idosa de 72 anos estava na rua Afrânio Peixoto com a rua João Domingues de Oliveira quando foi atropelada.
 
Segundos os policiais que atenderam a ocorrência, o motorista que dirigia o veículo informou que transitava pela rua Afrâncio Peixoto quando ao fazer uma curva a esquerda para adentrar na rua João Domingues de Oliveira, deparou-se com a idosa que estava atravessando a rua fora da faixa de pedestres, vindo a atropela-la.
 
Em decorrência dos fatos, a vítima foi levada para o Hospital Nardini, em Mauá, com ferimentos na região da cabeça e depois sendo transferida para São Caetano do Sul.
 
A polícia não chegou a tomar o depoimento da vítima porque estava sob cuidados médicos.
 
Já na tarde de terça-feira, uma dona de casa foi atropelada em frente a Delegacia de Polícia de Ribeirão Pires. Ela teve algumas escoriações pelo corpo.
 
Segundo o policial que atendeu a ocorrência, informou que a vítima estava trafegando pela avenida Prefeito Valdirio Prisco (antiga Avenida Brasil), estando atrás do veículo Fiat Brava de cor azul, onde pararam em um semáforo que estava na cor vermelha, antes de ficar na cor verde, o averiguado, pessoa devidamente habilitada, começou a sair com o seu veículo, acabando por atropelar a dona de casa. A vítima estava atravessando na faixa de pedestre.
 
A dona de casa  foi jogada ao chão e quebrando o óculos, causando lesão no olho. Ela foi socorrida e levada ao Hospital São Lucas onde permaneceu em observação.

Comentários


LUCILENE GONÇALVES
21/06/2013 - 11:40
EM RELAÇÃO AO ATROPELAMENTO NA AFRANIO PEIXOTO, AS PESSOAS SIMPLESMENTE ATRAVESSAM ALI, QUE NEM TEM FAIXA E PARA NÓS MOTORISTAS FICA DIFICIL VER, PQ É UMA CURVA. ENTÃO ALGO TEM QUE SER FEITO, PQ EU TAMBÉM, QUASE ATROPELEI UMA SENHORA COM UMA CRIANÇA NO COLO, QUE SIMPLESMENTE ATRAVESSOU A RUA SEM OLHAR, SORTE QUE ALI TEMOS QUE PARAR PARA ENTRAR NA RUA DOMINGOS DE OLIVEIRA, MAS OS PEDESTRES TAMBÉM ANDAM ABUSANDO, JÁ QUE EM FRENTE AO MERCADO BOM VIZINHO TEM UMA FAIXA DE PEDESTRE.

Responder



oswaldo
21/06/2013 - 19:07
Um absurdo o que o militar relatou , eu estava no dia do fato ocorrido e a versão citada é mentira , embora a senhora estava na faixa de pedestre o farol estava aberto sinal verde e ela estava correndo quando o condutor do veiculo estava saindo e ela apareceu inesperadamente na frente do veiculo não sendo, assim possível evitar o impacto com a senhora. Acho que devemos expressar a verdade.

Responder

André
26/07/2013
12:00
A sardinha é sempre puxada para o pedestre, não importa a besteira que ele faça.

Responder


+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24