Folha de Ribeirão Pires


09/11/2018 09:43 - Cidade

MRS diz que intervalo no acionamento das cancelas em RGS é questão de segurança

Pedestres aguardam trem passar em Rio Grande da SerraA cidade de Rio Grande da Serra é a única na região que ainda possui passagem de nível aberta para carros e pedestres. O município é dividido pela linha férrea e a cancela da estação de trem acionada constantemente para passagem das composições da CPTM e da MRS, causando congestionamento e levando transtorno à população.
 
“Já fiquei parado por mais de 10 minutos esperando a cancela abrir, sem que nenhum trem passasse, é vergonhoso”, disse o motorista Jonas Ramos, morador da Vila Conde. 
 
A população que utiliza as linhas de ônibus também reclama da demora da reabertura da cancela.
 
“Às vezes, o ônibus fica parado na cancela do outro lado e nós ficamos olhando para ele. O resultado é que os horários não são cumpridos e nós perdemos compromissos”, frisou Elena Rocha, moradora do Parque América.
 
Representantes da Talismã, responsável pelas linhas municipais, reconhecem os atrasos e alegam que pouco podem fazer. Dizem que dependendo do horário, os ônibus ficam retidos por mais de 15 minutos no congestionamento na região central. A empresa já recorreu a Secretaria de Transportes Metropolitanos, a Prefeitura e Câmara dos Vereadores, mas até o momento nada mudou. 
 
O vereador Zé Carlos (PR) disse à reportagem que a Casa de Leis busca acionar as empresas responsáveis para encontrar uma solução para o problema.
 
“Os vereadores estão empenhados, a cidade cresceu e não podemos conviver com esse problema, eu mesmo já enviei documentos para a MRS e CPTM alertando para os congestionamentos e os atrasos nas linhas de ônibus e, aguardo resposta”, disse Zé Carlos.
 
Procurada pela reportagem, a CPTM não respondeu. Em reportagem anterior esclareceu “que a cancela da Estação Rio Grande da Serra existe há muitos anos e não houve alteração no seu procedimento operacional que pudesse justificar atrasos na programação dos ônibus da região. A cancela fica fechada somente durante as chegadas e partidas das composições e durante a passagem de trens de carga, que só deixarão de circular no local quando o Governo Federal implantar o Ferroanel”.
 
A MRS Logística, responsável pelo transporte de cargas e detentora da sinalização no trecho entre as cidades de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, respondeu que “o acionamento das cancelas precisa ser feito pouco antes e pouco depois da liberação da via, por motivos de segurança. Porém, essa medida não é suficiente para gerar ou amplificar engarrafamentos na cidade, longe disso. Sempre que houver qualquer tipo de funcionamento anormal, que esteja de fato prejudicando o trânsito, a comunidade pode nos acionar pelo telefone 0800.979.3636, para nossa verificação in loco”.
 

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24