Folha de Ribeirão Pires


09/11/2018 09:48 - Polícia

Polícia Civil reconstrói últimos passos de Regina até o momento do assassinato

A reconstituição aconteceu na manhã de ontem e contou com a presença de Jadson Fernandes, o Chu 

A Polícia Civil de Ribeirão Pires realizou na manhã de ontem a reconstituição dos últimos momentos de vida e do assassinato de Regina Leandro Barreto, ocorrido na madrugada do dia  3 de outubro. Jadson Fernandes do Nascimento Júnior, mais conhecido como Chu, assassino confesso de Regina, esteve presente na reconstrução dos passos. 
 
A reconstituição teve início por volta das 11h em frente ao Terminal Rodoviário de Ribeirão Pires, local de encontro entre assassino e vítima. Em seguida, Chu e os policiais seguiram pela Rua Capitão José Gallo até a Rua Domingos Balzani, outro local pelo qual a vítima passou antes de ser morta.  
 
A Praça da Matriz e a Barraca de Fruta, no Jardim Mirante, também foram pontos de parada antes deles seguirem até o local do assassinato. 
 
Já dentro da mata, onde o corpo foi encontrado no dia 20 de outubro, Chu contou aos policiais e ao delegado responsável, Marcos Duarte, como matou Regina: “Quando ela começou a ficar mais brava e vir para cima de mim, eu peguei por cima dela aqui assim (no pescoço) e apertei”.   
 
O caso  
 
Regina Leandro Barreto saiu de casa, no dia 2 de outubro, afirmando que se encontraria com Willians Bertoldo, seu ex-namorado.
Imagens de câmeras de segurança próximas ao local em que ela foi vista pela última vez constataram que Regina não esteve com Bertoldo na noite de seu desaparecimento, e sim com Jadson Fernandes do Nascimento - o Chu. O caso só foi apresentado na Delegacia de Polícia, em Ribeirão Pires, no dia 9.  
 
No dia 11 do mesmo mês, equipes da Romu localizaram o indivíduo que aparece nas filmagens ao lado de Regina. Chu foi encaminhado à Delegacia Municipal, onde confirmou à Polícia que esteve com a vítima na noite do desaparecimento e, que na manhã seguinte, teria deixado-a em uma rua, não tendo mais contato com ela.  Jadson foi liberado logo após prestar depoimento.  
 
Chu só foi localizado pelas equipes de investigação no dia 20 de outubro, em Sorocaba. Ele foi levado à mata próxima a Avenida Rotary para indicar o local onde abandonou o corpo de Regina, encontrado em estado avançado de decomposição.

+21
+22°
+16°
Ribeirao Pires
Terça-Feira, 24