Folha de Ribeirão Pires

13/09/2011 22:19 - Reportagem Especial

Enem 2010 aponta melhoria na qualidade das escolas da região

Ribeirão e Mauá se destacam no exame, até em escolas públicas.
Já Rio Grande tem desempenho menor

Na última segunda-feira, o Ministério da Educação disponibilizou a média de notas, dividido por escolas, do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O resultado, quando filtrado para Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Mauá, é positivo, mostrando avanço na educação da região, principalmente no âmbito público.
 
Das 70 instituições de ensino que tiveram suas notas divulgadas, 60 conseguiram bater a média nacional, que ficou em 511,21 no nível de conclusão do Ensino Médio. Ribeirão Pires, por exemplo, atingiu essa média em todas as escolas. Já as cidades vizinhas não obtiveram o mesmo resultado, com oito colégios em Mauá e dois em Rio Grande abaixo desta linha. O restante das escolas envolvidas no processo não tiveram as médias divulgadas, por não atingir o índice mínimo para cálculo. 

O objetivo alcançado vem de encontro com o que o ministro da Educação, Fernando Haddad diz.

 “O Brasil, de maneira inédita, trabalha com o conceito de meta de qualidade na educação básica e desde então nós temos superado as metas previstas.” Na avaliação do ministro “é o próprio Enem que melhorou o resultado do Enem”.

Pela primeira vez desde que o exame foi criado, em 1998,  é possível comparar os resultados de duas edições distintas. Isso porque em 2009 foi adotada uma nova metodologia chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI), que permite “calibrar” as provas para que elas tenham o mesmo nível de dificuldade de um ano para outro. Esse foi outro parâmetro que os três municípios também se destacaram. Em Ribeirão, Mauá e Rio Grande, com comparação disponível, num total de 51 unidades, 36 conseguiram melhorar seu desempenho, contra 15 que tiveram resultado menor. Nesse ponto, Ribeirão volta a se destacar, com quase todas as escolas melhorando suas médias. Mauá também tem saldo positivo, com  apenas cinco de suas 26 escolas com redução da nota. Já Rio Grande da Serra desaponta, com quatro de suas unidades caindo de rendimento, contra três que subiram.

Outro fato inovador do exame é o controle e divulgação da quantidade de alunos que participaram do exame por escola. Este ano o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) decidiu alterar o formato de divulgação, e agora leva em conta o percentual de estudantes daquela unidade de ensino que participaram do Enem. A mudança deve reduzir distorções na divulgação dos resultados no caso de escolas em que a participação dos alunos é pequena. Como em muitos casos os estabelecimentos de ensino utilizam o desempenho no Enem para fins publicitários, o Inep quer evitar que as escolas em que apenas os melhores alunos fazem a prova possam ficar no topo da lista. Dessa forma, elas foram subdivididas em quatro grupos a partir do percentual de alunos inscritos no Enem: inferior a 25%, entre 25% e 50%, maior ou igual a 50% e menor que 75% e igual ou superior a 75%.

Obrigatório?
O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que a universalização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) faria da prova um melhor  indicador da qualidade do ensino. Atualmente o exame é voluntário.

O Plano Nacional de Educação (PNE), que tramita no Congresso Nacional, prevê que o Enem se torne um componente do currículo e, portanto, obrigatório. No ano passado, 56% dos concluintes do ensino médio fizeram a prova. Outras avaliações aplicadas pelo Ministério da Educação, como a Prova Brasil, são universais.

“Seria uma atividade obrigatória para a conclusão dos estudos. Não significa que o estudante precisaria atingir uma nota específica, mas a mera participação (seria suficiente). Seria como o Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) em que todos os alunos são convocados a fazer a prova e obrigados a participar”, disse.

Haddad avaliou que “ainda nesta década” o Enem deve acabar com os vestibulares. Desde 2009, a prova passou a ser usada como critério de seleção por parte das universidades públicas, o que fez crescer o número de inscritos no exame.

Escolas destaque

Dentre os números divulgados pelo MEC, um sem dúvida surpreendeu a todos. Ribeirão Pires, além de conseguir uma média acima do nível nacional, teve como melhor colocada uma escola pública. Com 625,65, a Etec de Ribeirão Pires foi a melhor colocada na cidade, superando inclusive o setor privado de educação.

“É muito satisfatório saber que ficamos em primeiro, mas não é só isso. Essa é a primeira turma do ensino médio da escola, o que aumenta nossa dificuldade”, afirma Maria Cristina, diretora da Etec.

Além disso, o colégio da Estância também se destaca regionalmente. A Etec da Estância ficou em 38º entre as 50 melhores escolas públicas do Estado de São Paulo. Já entre as Etec’s, cerca de 200, a Estância ficou em 34º.

“Esse é o resultado de um trabalho em equipe, que procurou se desempenhar ao máximo”, finaliza a diretora.

Já entre as privadas, o Centro Educacional Bandeiras se reinventou, saindo do 4º lugar na rede para o primeiro com novo grupo.

“Vejo isso com muita satisfação, principalmente por ser o trabalho de um ano de um grupo novo”, afirma Virginia Nazaré Aveiro, coordenadora pedagógica da escola.

No início de 2010, a escola sofreu uma grande mudança na grade de profissionais, por conta dos resultados obtidos pela escola no Enem de 2009.

“Houve uma mudança de perfil no trabalho, e isso foi fundamental para esse resultado. Os alunos também têm sua participação, pois confiaram nessas pessoas”, finaliza Virginia.

A Delegacia de Ensino de Mauá, que responde pelas três cidades, foi procurada pela reportagem durante o dia de ontem para comentar sobre o desempenho das escolas no exame, porém, até o fechamento da edição, a representante oficial do órgão não foi localizada.

Enem 2011

O Exame Nacional do Ensino Médio 2011 continuará com 180 questões de múltipla escolha e uma redação. A novidade para este ano é a inclusão de língua estrangeira. No momento da inscrição do Enem 2011, o aluno deverá escolher entre o inglês e o espanhol.

Comentários


cidadã
15/09/2011 - 18:06
O titulo mais adequado para a matéria não seria: ETEC de Ribeirão Pires é a primeira colocada da cidade no ENEM de 2010?
ou isso iria atrapalhar possiveis anuncios publicitários ou interesses pessoais e políticos ?

Responder


Filtre matérias de Reportagem Especial em:

  • Ribeirão Pires
  • Grande ABC
  • Mundo
  • Rio Grande da Serra
  • Brasil

  •   O que você achou da programação do 9º Festival do Chocolate de Ribeirão Pires?
    Boa
    Ótima
    Regular
    Ruim
    Indiferente, não vou participar
    +21
    +22°
    +16°
    Ribeirao Pires
    Terça-Feira, 24